Teatro de Bolso

A partir de 26 de Abril

Abraçando a linguagem integral dos contadores de histórias, a Estação Teatral propõe um projecto composto por sete objectos distintos para espaços não convencionais e dirigido a todos os públicos. Os vários objectos artísticos estão divididos em dois pacotes que se complementam, mas que também podem ser apresentados de forma isolada sem perderem a sua pertinência. O primeiro é composto por alguns dos grandes clássicos da literatura ocidental: "Antígona" de Sófocles, "Tartufo" de Molière, " Vida e morte de Bamba" de Lope de Vega e "O Inspector geral" de Nikolai Gógol. O segundo, apesar de nascer de um desdobramento do grupo anterior, compreende um espaço mais dedicado à Beira Interior. "A história de Zé Manteigas" e "A Rua dos Alves" são duas criações originais que derivam, respectivamente de "Tartufo" e d' "O Inspector geral" e às quais se junta "Tomada do Carvalhal, a verdadeira história". Todos os objectos têm a duração aproximada de 10 minutos e encerram em si as ferramentas da prática dos contadores de histórias (oralidade, textualidade, espacialidade e corpo). Dois actores e um tapete. Tiago Poiares e Roberto Querido, dão vida a propostas onde a literatura e o teatro se cruzam de forma plena. Textualidade e espacialidade comprimem-se num espaço mínimo, para projectar acções e personagens que, cabendo na imaginação de quem recepciona, irromperão de imediato a dimensão física e concreta do local da representação. Com uma já considerável experiência profissional e artística, trabalhando com um público escolar ou com o público em geral (também formadores nas Classes de Teatro da companhia, onde transmitem uma metodologia de interpretação e uma "ideia de teatro" que torna decisivamente interdependentes "quem faz" e "quem recepciona"), estes dois actores encontram no espaço não convencional a oportunidade ideal para transpor a essencialidade e contemporaneidade de obras universais ou, num exercício contrário, democratizar objectos mais identificados com uma época já remota, tornando-os acessíveis para a dimensão do "aqui-agora". 

Direcção Artistica: Nuno Pino Custódio / Direcção Técnica: Pedro Fino / Produção: Alexandre Barata / Interpretação: Tiago Poiares e Roberto Querido

DE 26 DE ABRIL A 2 DE MAIO

SOALHEIRA, VALE DE PRAZERES, ORCA, QUINTAS DA TORRE, JANEIRO DE CIMA, BOGAS DE CIMA, TELHADO  E ALCARIA

Odoo - Sample 1 for three columns

Odoo - Sample 2 for three columns

Odoo - Sample 3 for three columns