Teatro Clube de Alpedrinha

Dom_16.07.2017_21h30

"Há Beira na Revolta” é um espectáculo que reúne três histórias de força, coragem, resistência e resiliência beirã entre o séc. XIX e XX. " A tomada do Carvalhal", que conta a luta do povo do Souto da Casa para evitar que a família Garrett se apropriasse dos seus terrenos; " A história do Zé Manteigas", que nos revela a vida dura dos mineiros da Panasqueira; e "A Rua dos Alves", onde dois criminosos aterrorizavam a vila do Fundão. Três episódios que culminam com a revolta de um povo desgastado com as adversidades impostas por aqueles que constantemente abusam do poder, da violência e do suborno.

A história da humanidade é, desde do seu limiar, uma sucessão de ciclos que se repetem incessantemente. A forma como estes períodos se desenrolam é diversa, mas as motivações humanas mantêm-se as mesmas, independentemente da época e do lugar. Desta maneira, é possível compreendermos melhor a grande história universal através de três pequenas estórias da Cova da Beira. Conhecermo-nos é conhecermos o outro.

 Através deste impulso, a Estação Teatral pretende, uma vez mais, convergir dois propósitos fundamentais para a sua ideia de teatro: o recurso à arte milenar dos contadores de histórias, onde todos os meios se encerram no corpo do actor, em busca de um Teatro Total; e a necessidade de trabalhar com o diverso e rico património cultural da comunidade envolvente.

Direcção Artistica e encenação: Nuno Pino Custódio

Direcção Técnica: Pedro Fino

Produção: Alexandre Barata

Interpretação: Tiago Poiares e Roberto Querido