Quico Cadaval e Jorge Serafim (Esp./Por.)

ContosAgosto_27.08_22h00 (Moagem)

Mouros e galegos, uma história da língua portuguesa. Quem podia imaginar que a mistura dos comedores de porco das montanhas galegas e os observadores do Alcorão das planícies do sul, podiam combinar uma nação e uma cultura universal, a portuguesa. Para comemorar esta união, que desafia a engenharia genética, juntam-se no palco por um espaço não inferior a 90 minutos, e um tempo que não ultrapasse os 40 metros quadrados, o comuna alentejano Jorge Serafim e o reaccionário galego Quico Cadaval. O que é o que pode nascer deste encontro mundial? Nem bom vento, nem bom casamento. Apenas umas estórias humanas, humanas demais.