MARCHA DOS ANDADORES

27.08_17H30 (Av. da Liberdade)

UMA ILHA MAS QUE NÃO TEM MAR

Do litoral para o interior, em certo período da nossa história, o poder central optou por enviar para esta zona do país todos aqueles que não ajudavam a criar uma fronte de boas aparências. A defesa do litoral português, por parte de um governo pouco instruído, levou a que as gentes da Cova da Beira se deparassem com o desleixo e a necessidade de afastamento que aqueles “enviados” tinham como destino. Esta ilha foi criada e, ainda hoje, aparentemente defendida, devido às dificuldades e impedimentos que se vão gerando ao desenvolvimento de uma região que continua a ser afastada e, tantas vezes, mal gerida, por parte de quem “manda”.

A MARCHA DOS ANDADORES deste ano terá como objetivo reivindicar uma atenção há muito esquecida. O pensar do "para inglês ver" que vota às traseiras do seu edifício o caixote de lixo e o enxame de moscas: "estão numa ilha sem mar e se quiserem atravessar, inventem a jangada!". Não sei se vamos conseguir atravessar um mar de terra… mas vamos tentar chegar ao mar por caminhos de luta! Invadir e conquistar aquilo que os nossos “criminosos” não quiseram fazer. Talvez porque estariam a tentar sobreviver ou apenas ocupados em ser poderosos numa terra onde reinava o “salve-se quem puder”!
Que se acabe o novo de segunda mão, a jangada e o barco de terra. Os engravatados do discurso inócuo! Querem-nos longe? Então vamos aportar... só para chatear!