Ajidanha, "OPUS"

27.08(5ªfª) / 22h00 / MOAGEM

M/12 - dur: 60m

Encontrando-me aborrecido num determinado momento da Minha eternidade, comecei a criação de todo o universo. Tudo parecia perfeito e matematicamente viável. A Minha criação era elegante, sublime e delicada mas como em todas as obras, há sempre um elemento imperfeito.

Dramaturgia criação colectiva e Ramón de los Santos (texto final)
Encenação José Carlos Garcia
Assistente de encenação Ana Peres
Interpretação Bruno Esteves e Rui Pinheiro
Desenho de luz José Carlos Garcia